Com que roupa eu vou?

Uma das coisas que preocupam as madrinhas do meu casamento são as cores das roupas, elas sempre me perguntam qual cor eu tenho em mente pra cada uma, se eu ajudo a escolher, mas, sinceramente, se nenhuma delas repetir a mesma cor ou modelo, pra mim já está ótimo! Demorei 2 anos e meio pra escolher O MEU vestido de noiva, não consigo escolher roupa pra mais ninguém!
Mas, como boa menina que sou, e sei que muita gente tem dúvidas quanto esse assunto, principalmente aquelas madrinhas um pouco mais cheias do que as modelos de revista.
Pra ficar mais fácil, organizei algumas dicas que retirei de alguns sites.

Amanhã, continuaremos com esse assunto. Não percam!!!

O assunto de sábado é: madrinhas

As opções para as madrinhas de casamento também são muitas. A dica geral é sempre prestar atenção ao caimento no corpo, pois não importa o que dite a moda, o importante é que a roupa vista bem.
Quanto às madrinhas, em especial, recomenda-se apenas que elas não se vistam de preto, pois culturalmente o peso desta cor é grande, representando negatividade. O branco é outra cor que deve ficar reservada aos noivos. Portanto, escolha outras tonalidades de sua preferência, que podem até se aproximar do preto, representando assim sobriedade sem quebrar a etiqueta. (aqui)

Mais dicas:

EM CERIMÔNIA FORMAL


Use:


– Vestido longo (cobrindo o sapato);
– Modelos em cetim, seda pura, tafetá, georgette, veludos, renda, microfibras ou adamascados;
– Cores entre os tons pastel, primários e metalizados;
– Bordados em fio metálico, paetês e pedras;
– As luvas são opcionais nos modelos de vestido sem mangas;
– Sapatos sociais em tecido, bordados, em napa metalizada ou couro liso;
– Bolsa pequena sofisticada;
– Joias em harmonia com o vestido.

Não Use:


– Vestidos informais;
– Acessórios informais com roupas sofisticadas;
– Exagero em bordados, decotes e transparências;
– Tons claros como pérola, marfim e, muito menos o branco.


(retirado daqui)

Regras de etiqueta:
Ser madrinha de casamento é uma honra, mas também uma responsabilidade. Portanto, assuma seu lugar de destaque com elegância. Veja algumas regras de etiqueta que a madrinha de casamento deve seguir e evite gafes.

  • 1Nunca se ofereça ou peça para ser a madrinha de casamento. E ao receber a notícia de que um casal de amigos vai se casar, não faça brincadeiras do tipo “Quero ser madrinha, hein?”. Nem sempre os noivos conseguem convidar para padrinhos de casamento todos os amigos mais próximos.
  • 2Já se convencionou que os padrinhos de casamento devem dar presentes um pouco melhores. Faça o melhor que pode, mas dê um presente de acordo com suas possibilidades. Não há necessidade de avisar à noiva qual será o presente ou perguntar o que ela quer ganhar. Informe-se onde os noivos fizeram a lista de presente e escolha uma opção que cabe no seu bolso.
  • 3Se o seu par no altar não é seu marido ou namorado, entre em contato com ele algumas semanas antes da festa para falar sobre o presente de casamento: cada um dará um presente diferente ou vocês dividirão o valor?
  • 4Pode acontecer de os noivos convidarem uma amiga para ser a madrinha de casamento, mas preferirem não chamar o parceiro dela para ser o padrinho. Se você não se sentir confortável com isso, explique que se sente honrada com o convite e está muito agradecida, mas que prefere participar da cerimônia e da festa como convidada para não deixar seu companheiro sozinho. Mas numa boa: sem drama e sem dar a entender que seu companheiro deve ser chamado para ser padrinho também. Tenha compreensão que não é fácil conciliar todos os amigos e parentes nessa hora!
  • 5É difícil recusar um convite para madrinha de casamento. Mas pode ser feito de forma delicada desde que haja um motivo plausível. Se você sabe que aquela data será um período complicado no seu trabalho, por exemplo, e tem medo de se comprometer e não estar presente, explique isso para a noiva, e agradeça imensamente o convite e diga o quanto você se sente honrada. Só não diga que não pode gastar muito com o presente, ainda que esse seja o motivo real.
  • 6Durante a festa de casamento, as madrinhas e os padrinhos costumam ser muito requisitados para tirar fotos, dançar valsa, participar de homenagens… Não exagere na bebida alcoólica para não perder a linha na festa. Ser madrinha de casamento é uma posição de destaque!
  • 7Se a noiva solicitar uma cor específica ou algum modelo de vestido de madrinha (longo, longuete, curto…) respeite e de maneira alguma apareça no dia do casamento com uma escolha diferente. Caso a noiva não tenha dado nenhuma orientação, ligue para ela antes de decidir sobre seu vestido e informe pelo menos a cor que pretende usar no dia.
  • 8É óbvio, mas não custa repetir: o vestido da madrinha de casamento não pode ser branco (ou tons muito claros, como marfim, champagne…) e nem preto, a não ser que essa seja uma solicitação da noiva.
  • 9A noiva pode atrasar para a cerimônia do casamento, mas as madrinhas nunca! Pelo contrário, chegue ao local da cerimônia com antecedência, para participar da organização da entrada com a cerimonialista. 

Clique aqui.

Com que roupa eu vou? Mãe da noiva

O “Com que roupa eu vou?” de hoje é especial, como é dia das mães, que tal nos inspirarmos com alguns modelitos para o dia do casamento? Salve as fotos, mostrem a elas e me digam qual é o estilo de sua mãe? Quer cor ela mais gosta?

A minha, por exemplo, gosta de tonalidades terrosas, marrom, verde, bege, cinza, esses tipos de cores, quer um vestido que não marque muito seu quadril- E QUE QUADRIL, prefere modelitos de manguinha, um bom xale ou uma bolsa pra combinar, afinal, ela será a mãe da noiva mais bonita do universo-palavras dela, tá?!

Achei a cara da minha mãe!

Cara dela também

perfeito

Alguns conselhos que você deve levar em conta:

  • 1O vestido da mãe da noiva deve ser sempre longo. Para casamentos durante o dia ou mais informais, é possível usar um longuete ou um conjunto de tailleur com saia na altura do joelho.
  • 2Além do vestido longo, modelos de saia e corpete são boas saídas para a mãe da noiva. Ajustam-se bem a todos os tipos de corpo, e são bons aliados para esconder a barriguinha.
  • 3Bordados são bem-vindos em vestidos para a mãe da noiva, principalmente em casamentos formais, realizados à noite. Mas sem exagero: a mãe da noiva, assim como nenhuma das madrinhas, não pode brilhar mais que a própria noiva. O mesmo vale para um tecido muito estampado.
  • 4Se você não quer errar, aposte em um vestido com tonalidades mais sóbrias, como o ouro, areia, cobre, marrom, grafite, rosa antigo ou rosa claro. E para dar brilho ao visual, o vestido da mãe da noiva pode levar bordados ou aplicações em renda.
  • 5Um vestido elegante é aquele que está adequado para o estilo, tipo de corpo e idade da mulher. Para mulheres mais velhas, modelos com decotes ou que mostram muito o colo nem sempre caem bem. Para não abrir mão de um tomara-que-caia ou um vestido de alça, uma bela estola, echarpe ou o bolero são ótimas opções.

Retirado do CasamentoClick

Com que roupa eu vou?

O que suas madrinhas vão vestir? Que tal dá uma ajudinha para elas? Hoje, nesse sábado de feriado, vamos conhecer alguns modelos de vestidos para as madrinhas, de cores variadas, suas madrinhas vão arrasar no casamento, mas, lembre-se, peçam que elas te avisem sobre a cor do vestido, por que senão, teremos cores iguais no casamento. Outra dica: branco é só para a noiva, ok? E preto, não pega muito bem, não é mesmo?

Cara das mães dos noivos

As estampas são lindas, o último está um espetáculo

Lindo, ótimo para um casamento no verão

Maravilhosos

Gostei do segundo da direita para esquerda, larguinho, deve ser ótimo pra quem tá acima do peso.

Achei esse a cara da minha mãe, elegante.

Bom sábado

Com que roupa eu vou? Noivo

Post atrasado de sábado :/

Imagem do google, tá!

Nós, noivas, estamos anos luz na frente de qualquer pessoa que vai ao nosso casamento. Já escolhemos 883974893 mil vestidos, 573034 mil sapatos e outros milhares de acessórios e afins para o nosso grande dia.
Mas, e o noivo? Que tipo, corte, cor de terno o nosso grande homem vai usar em um dia tão especial para ambos? Terno ou fraque, smoking ou meio-fraque, ihh é tanta informação que até complica!

Olha o que eu achei procurando na internet:

Smoking, terno, fraque ou meio-fraque? Essa é a pergunta mais frequente feita por noivos que precisam decidir – e entender – qual é a melhor opção para vestir no altar.

“O casamento simboliza o compromisso do homem com o mundo adulto, portanto, não é hora de se vestir de bobo nem de virar um acessório colorido”, afirma Gloria Kalil, no livro Chic[érrimo]. Afinal de contas, qualquer equívoco “será perpetuado por gerações no álbum de fotografia.”

Os brasileiros adoram o meio-fraque, que só existe aqui no país. Mas, a opção mais segura, segundo Gloria, é o terno clássico que pode, inclusive, ser usado com colete. Escolha tons neutros e certeiros, como marinho, cinza escuro ou chumbo para noite ou bege e cinza claro para casamentos de manhã – e combine com camisa branca. Deixe de lado os modelos exóticos e invista em acessórios. “Os ternos alugados, por exemplo, podem ganhar cara nova com complementos de qualidade”, diz ela.

Outra sugestão é não combinar os padrões do lenço de lapela com a gravata. “É justamente na escolha de detalhes como esses que se pode colocar um pouco de personalidade na roupa”, diz Gloria. Além disso, não compre lenços nem gravatas com nós e dobraduras prontas.

“Um lenço antigo de seda e discreto, quase da cor do terno, pode ser útil para os noivos que ficam nervosos ou emocionados durante a cerimônia, mas não são imprescindíveis”, diz Gloria. Um cravinho na lapela, de cor diferente dos usados pelos padrinhos, basta para arrematar o visual e indicar quem é o noivo. E escolha sempre flores naturais.

Nos pés, use sapatos sociais pretos. Esqueça os marrons, tênis, modelos esportivos e botas. Também deixe de lado os fraques e os smokings (usados pelos americanos e recomendados apenas em festas black-tie). Os ternos em tons pastel, como o usado pelo músico Jamie Hince no casamento com a modelo Kate Moss, também não são recomendados.

E nada de usar branco, pensando em combinar a roupa com o vestido da noiva.


Retirado daqui

O que é o meio fraque?
O fraque é o traje que tem a parte de trás do casaco mais longa, chegando até o joelho do homem. Como o nome já diz, o meio-fraque é uma versão reduzida. O casaco segue reto até pouco além da cintura. A calça utilizada é a tradicional cinza com a risca em preto. A camisa social é acompanhada pela gravata plastrom, que pode ser substituído por uma gravata tradicional na cor prata.

Terno?
No terno, o casaco, a calça e o colete são do mesmo tecido e da mesma cor. Ele precisa ser acompanhando sempre de uma camisa social, geralmente com abotoaduras. Destaque também para a gravata, que será o ponto de luz (aquele ponto que chama mais atenção quando se bate o olho na pessoa) no visual.
Outras dicas mais que importantes!!
Cerimônias realizadas pela manhã, o noivo pode optar por um terno nas cores cinzas ou azul-marinho e até mesmo pelas Túnicas (paletó de corte reto e mais longo) ou Fraquetes. Os modelos mais atuais têm golas e acabamentos diferenciados e podem ser usados com Gravata Italiana ou Plastrom (gravata que parece um lenço preso, com uma pérola), seguindo a cor e tecido do colete.
Cerimônias realizadas no final da tarde, no campo, uma cerimônia mais descontraida, você pode investir em um terno escuro ou nas túnicas escuras.. Outra opção é o Fraquete. Os tons claros e pastéis devem ser evitados, mesmo para os casamentos realizados no verão. Deixe o meio-fraque para os padrinhos.
Cerimônias realizadas a noite, o noivo deve optar por trajes mais formais, seja Social ou a Rigor. Não use Black-Tie se o casamento for na Igreja. Se a cerimônia for em sitio, chácara, você também pode utilizar um terno, mas desde que tenha um bom corte e um bom caimento, opte pelo preto, grafite ou risca de giz.
Para cerimônias na Igreja o Meio-fraque é o mais usado pelos padrinhos atualmente.
O Fraque ou Fraquete com corte americano e o Smoking Europeu,  são usados quando o evento é a Rigor.



Mas, mesmo assim, ainda fico com o meio fraque tá noivo, seu lyndo!

Pode ser assim, tá!



SE FOSSE HOJE EU ME CASARIA ASSIM: PERNAS? PRA QUE TE QUERO?

Pra quem tem pernas curtas como eu, e que raramente, e digo, muito raramente pode usar um vestido comprido ou uma saia do tipo…
A nossa opção é abusar dos curtos, abusar? NÃO DEVEMOS SEMPRE MODERAR NAS ESCOLHAS DE NOSSA ROUPA, SENÃO A GENTE CAI NO NON SENSE TOTAL.

Mais pra quem gosta, existe vestidos de noiva que deixão a sua perninha, ou pernão de fora, só falta c

onvencer o noivo para fazer tal façanha, né filho?

Olhas as fotos:

Como a madrinha de casamento deve se vestir?

Receber um convite para madrinha de casamento seja por uma amiga ou alguém da família, é uma demonstração de carinho e consideração por parte dos noivos. Por isso nos sentimos quase que na obrigação de retribuir pela preferência. Portanto surgem algumas leves preocupações para “não fazer feio” num momento tão importante e inesquecível na vida da amiga. A primeira coisa que pensamos é no presente, e como somos convidados especiais, o presente dos padrinhos também tem que ser especial. Conheço algumas noivas que lembram o que ganhou de cada convidado.

Outra preocupação que temos é em relação ao traje a ser usado na cerimônia. As madrinhas sempre têm
que estar com um excelente visual, melhor que o visual mais que as convidadas, afinal de contas, ela estará ao lado dos noivos e saíra na maioria das fotos.
Os padrinhos não têm tanto com que se preocuparem, já que dependendo do traje do noivo, poderá usar fraque ou terno, atentando apenas para as cores que jamais devem ser claras para não serem confundidos com o noivo. Já as madrinhas, assim como a noiva que cuida de todos os detalhes dos preparativos para seu casório, devem seguir algumas regras para conquistar seu espaço no altar com um traje especial.

Para escolher o traje ideal é preciso levar em consideração o tipo de festa (religião), o horário e o local da cerimônia, a estação do ano para tentar adivinhar o clima e que tipo de vestimenta mais combina com seu estilo e tipo físico. Cuidado com o decote, as fendas e a transparência, afinal de contas é um evento solene e respeito é bom.
Uma opção é seguir as orientações e o gosto da noiva e conversar com as outras madrinhas para chegarem a um consenso de modelo, comprimento e cor dos vestidos, geralmente a noiva deixará a critério de cada madrinha o que melhor lhe convém. Só lembrando que a tradição de não usar preto, marrom, branco ou tons claros que se assemelham ao vestido da noiva, continuam valendo.

Casamentos realizados pela manhã pedem vestidos de tecidos leves como o crepe e de cores pastéis como o azul-claro, salmão, verde-piscina, lilás ou rosa. Chapéu não é mais usado, a não ser que seja uma cerimônia muito requintada e todas as madrinhas decidam usar. A maquiagem deve ser suave e o brilho deve ser evitado. As bijuterias estão liberadas, mas sem exageros, uma opção são as pérolas. As sandálias devem ter saltos médios e mais grossos, evitando os modelos muito abertos, um channel fica perfeito.

Já os casórios de final de tarde são os mais difíceis para compor o visual. Vale seguir as regras dos casamentos matinais. Pense assim: Café da manhã = Chá da tarde. Mas já é permitido usar cores mais intensas, como vinho, bordeaux, verde musgo, uva, azul Royal, etc. O comprimento dos vestidos pode ser longo com bordados e brilho discreto, afinal de contas a festa adentrará a noite e ninguém precisa ficar apagada. Os sapatos devem seguir as tonalidades dos vestidos sem brilhos e cuidado com o exagero de maquiagem.

As cerimônias realizadas à noite pedem trajes mais formais com requinte e glamour, o brilho da prata, do dourado e cores mais intensas. Mas cuidado, todo o brilho da noite deve ser da noiva e é comum vermos exageros que depois rendem muitas ‘conversas’ durante e depois da festa. Os tecidos devem ter brilho próprio ou aposte nos acessórios mais chamativos, usando sempre o bom senso, principalmente na maquiagem. E lembre-se do lance do clima, pois não adianta nada usar um vestido lindo e ficar tremendo de frio no altar, não ficará elegante. Um modelo bem cotado é o tomara-que-caia, que pode ser usado com um bolero, echarpe ou xale, para “tampar” o decote. Caso o clima esquente, pode ser retirado.

RESUMO DA ÓPERA – GUIA PRÁTICO

No caso das cerimônias informais, podendo ser pela manhã ou à noite, não existe muita pompa e são muito comuns hoje em dia.

Use:
• Vestidos de festa simples com comprimentos no ou abaixo do joelho, mesmo quando a moda das saias andarem curtas;
• Tailleurs, chemisier, vestido e casaco ou conjunto de duas peças;
• Tecidos foscos, mas de qualidade como o linho, crepe, seda, microfibra, lãs ou veludos sem brilho (algodão);
• A roupa pode ter tonalidades combinadas, ser de um único tom, ter estampa discreta, cores vivas ou sóbrias;
• Antes das 18h, arranjos, enfeites e chapéus de aba discretos podem ser usados, mas caprichar no penteado já é suficiente;
• Sapatos e bolsas de couro, peles e luvas no inverno e bijuterias ou jóias foscas, como as pérolas, complementam o visual;

Não pode:
• Tecidos de festa como brocados, transparentes, bordados com brilho, veludo, seda, tafetá;
• Sapatos e chapéus forrados de tecido, tamancos, babuches, luvas compridas, detalhes de voilete ou strass ;
• Evite tons claros, aliás, branco e cru são proibidos;

Existem as cerimônias que requer um toque a mais de classe, conhecidas como semi-formais.

Use:
• Vestido ou tailleur comprimento Chanel ou longo moda (sapato à mostra);
• modelo justo, drapeados, plisse, rodados ou tubos com bordados em tecidos como seda, crepe, organza, georgete, musselina, rendas, tafetá, microfibras, veludo ou tecidos com acabamento de brilho;
• sapatos de tecido ou couro de salto alto e carteiras ou bolsas pequenas no tom ou materiais dos sapatos ou contrastando nas cores;
• Chapéus com abas são permitidos até às 18:00, sendo permitidos alguns adereços como jóia de ouro com pérolas e pedras preciosas ou bijuterias finas;

Não pode:
• Trajes em cores claras ou metalizadas brilhantes (ouro/prata);
• Padronagens ou estampas exageradas;
• Tecidos como algodão ou linho;
• Luvas acetinadas e compridas;
• Bolsas extravagantes;

Agora existem as cerimônias que já prometem quando recebemos o convite, onde informa que o traje é social completo. São as formais, então dá pra ter uma idéia que não dá pra inventar muito e que é preciso seguir as tradições.

Use:
• Vestido ou tailleur longo gala (cobrindo o sapato) ou semi-longo;
• Modelos sóbrios com decotes discretos e mangas longas em tecidos de festa como cetim, tafetá, seda pura, georgete, renda, veludos, microfibras ou adamascados. Cores entre os tons pastel ou primárias;
• Bordados com motivos em fio metálico, pedras e lantejoulas;
• Arranjos (opcionais) para a cabeça em flores artificiais em seda; penas, plumas, casquete bordado ou pequeno toque com voilete cobrindo o rosto;
• Luvas opcionais nos modelos sem mangas
• Sapatos sociais em tecido, napa metalizada ou couro liso;
• Bolsa pequena sofisticada e jóia (ou bijuterias) em harmonia com a roupa;

Não pode:
• Roupas inadequadas para festa;
• Acessórios esportivos com roupa sofisticada
• Bordados, transparências, decotes ou detalhes exagerados;
• Tons claros como bege, pérola, marfim ou cores que possam disputar com a roupa da noiva;

O importante é se sentir bem, ficar à vontade para conhecer pessoas, encontrar os familiares e amigos. Aproveite a festa!!!

(retirado: http://www.combinandinho.com.br/2007/09/22/o-dilema-madrinha-de-casamento/)

Casamento: com que roupa eu vou???

Com que roupa eu vou?

Um casamento é uma ocasião pra lá de especial. Por esta razão, todos os convidados procuram se vestir de acordo, mas alguns detalhes podem comprometer o traje escolhido. Para que isto não aconteça, darei algumas dicas que podem ajudar na hora de definir o figurino.

Numa cerimônia matrimonial, dois fatores determinam de que maneira os convidados devem se vestir: o horário e o bom-senso.

Seguindo este preceito, podemos sugerir algumas idéias que deixarão você ainda mais elegante.

Vamos ao guarda-roupa!

A principal regra para as mulheres é: nunca tente chamar mais atenção do que a noiva.

Vestir branco, gelo, marfim ou outras variações destas cores pode ser considerado uma gafe, pois estes são tons usados no vestido da estrela do evento: a noiva.

Além disso, para as madrinhas, é desaconselhável usar preto no altar.

Para cerimônias realizadas até as 18h, podem ser usados vestidos lisos ou com estampas florais, tecidos leves como organza, crepe ou seda. Os tons podem ser claros e o comprimento recomendado é abaixo do joelho ou longo. Aconselho a não usar brilho neste horário.

Para casamentos ao ar livre, o uso de chapéu é liberado. Mas este acessório é dispensável em cerimônias realizadas em locais fechados, principalmente igrejas. Afinal, convenhamos, chapéu, na maioria das vezes, serve pra proteger do sol, não é?

Já para celebrações realizadas entre 18h e 20h, é recomendável o uso de vestidos com cores mais escuras e pouco brilho ou bordado. O comprimento é longo.

Com o cair da noite, o chapéu passa a ser um item totalmente dispensável do vestuário feminino.

As cerimônias após as 20h são mais requintadas. Por isso, os vestidos podem ser mais exuberantes com brilhos, bordados ou jóias maiores.

Para os homens, as opções são: terno, smoking, fraque ou meio fraque.

O terno é uma alternativa para todos os horários. Pode ser usado tanto em casamentos diurnos como também durante a noite.

Recomenda-se sempre usar cores escuras para esta ocasião. Evite os tons de branco e bege.

Nos EUA, é muito comum usar smoking em casamentos. No Brasil, para cerimônias mais formais, o mais usual é vestir fraque ou meio fraque.

O fraque é composto por paletó com a parte de trás mais longa, cinza chumbo, colete cinza claro, calça risca de giz e gravata plastron de seda ou cetim, presa por uma pérola. Já no meio fraque, usa-se um paletó no mesmo comprimento do terno.

Lembre-se: menos é mais.

(retirado;. http://www.papercrafts.com.br/dicas-para-casamento/dicas.asp?link=Com-que-roupa-eu-vou? 31/03/2011)